Monday, 28 February 2011

ninguém é de ninguém



O que leva uma criatura a querer ser dona da outra? Posse a gente tem de uma propriedade, de um bem, não de um ser humano.
Não dá pra mudar o rumo de uma relação se não você não está disposto a mudar a si mesmo.
"Ah, mas se uma relação precisa mudar é pq já está errada." A afirmação não está errada, porém, enquanto há sentimento e, acima de tudo, vontade, vai pra frente. A gente lapida. Tira um pouquinho daqui, acerta um tantinho dali, até que das duas, uma: ou acha o ponto certo ou, de tanto mexer, desgasta e acaba. Faz parte!
O que não dá pra engolir é querer ter tudo e todos ao mesmo tempo, não é verdade?
"Ah, mas eu tô me conhecendo, eu tô tentando." O direito de tentar é todo seu, mas o de querer controlar a vida do outro é inadmíssivel, não?

Tuesday, 22 February 2011

"OS BONS MORREM JOVENS"

Passa das três da manhã. Embora a cia tenha sido bastante agradável, confesso que meus pensamentos estão um pouco distantes hoje. Acho que foi uma volta no tempo...
Desde o momento em que atendi uma ligação hoje à tarde, imediatamente me vi desembarcando em Amsterdam no dia 31/05/2008. Eu, minhas mochilas, abelha, tartaruga e a ansiedade de saber o que e quem eu encontraria pela frente.

Nessa primeira parte da jornada, o primeiro amigo. Aquele que me ajudou já no primeiro instante, conversou comigo, me acalmou, carregou minhas malas. Aquele com quem registrei as primeiras imagens, com quem tive meu primeiro almoço num Mc Donals irlandês. Aquele com quem troquei as primeiras confidências... E se eu nunca falei dele pessoalmente, nos meus posts nunca faltou seu nome. Esse amigo é o Marco. Ahhh, o Marquito... Era assim que eu gostava de chamá-lo.
Dividimos pouco tempo de Irlanda. Ele decidiu voltar para o Brasil mais rápido. Veio pra cá, se divertiu, fez amigos, viajou, aprendeu inglês e foi embora. Partiu atrás de realizar outros sonhos.
Mantivemos contato por email e ele dizia que sentia muita saudade e que ainda voltaria aqui. É difícil saber o que vem depois da morte, mas se é tudo muito lindo como dizem que é para aqueles que são bons, o Marquito certamente vai passar por aqui, mas voando com as suas asas de anjo.
Há poucos dias conversei com um amigo sobre a morte e disse que ainda não sabia como era a dor de perder alguém que se foi e nunca mais vai voltar. Sempre sofri muito pela dor daqueles que ficam e precisam suportar a ausência, o vazio, mas não me lembro de ter sentido na pele.
Hoje, quando recebi a notícia sobre o Marco, foi uma reação diferente. Meu coração ficou apertado e eu senti uma dor tão forte que não contive o soluço. Ali, no meio de um dia de trabalho, eu não consegui mais pensar em outra coisa. Ele se foi...
Eu e muitos dos meus amigos estamos vivendo um clima de despedidas. Parece que todos estão indo embora. E eu tenho dito pra todo mundo que a dor do adeus aqui será infinitamente maior do que o até logo de quando partimos com destino a Dublin. Não significa que não exista a chance de nos encontrarmos, mas é bem certo que será mais difícil.
Em meio a todos esses pensamentos dos últimos dias, falei pra mim mesma que o Marquito seria uma das primeiras pessoas que eu encontraria quando retornasse ao Brasil. Sempre houve um carinho tão grande entre nós que eu tinha a certeza de que continuaríamos a amizade, principalmente por saber que moraríamos na mesma cidade. Mas ele partiu antes que eu pudesse lhe dar um outro abraço apertado, antes de eu ver aquele sorriso lindo, antes de a gente sentar numa mesa de bar e ficar horas e horas conversando, relembrando os causos irlandeses e descobrindo mais um do outro.
A morte faz a gente pensar mais na vida....
Espiando o perfil do Marco no facebook, descobri um vídeo que ele postou supostamente algumas horas antes de ir embora. Depois disso o Marquito dormiu e não acordou mais...


Saudade, saudade, saudade sem tamanho desse meu AMIGO, com letra maiúscula, de quem eu jamais, jamais vou esquecer e que se foi, mas deixou comigo a lembrança de um sorriso doce.
Descanse em paz!







video

OS BONS MORREM JOVENS (LEGIÃO)

Monday, 21 February 2011

Mais um bocadinhodecoisas

Esse é o meu novo blog. Resolvi manter o mesmo nome porque é mais a cara dele. A idéia é justamente ter um bocadinho de coisas pra contar. O anterior, pra quem acompanhava, não foi deletado, porém, por seu conteúdo impróprio para menores, decidi mantê-lo privado. :)
Quem quiser acompanhar este, fique à vontade. :)